UMN

Abertas as Segundas Jornadas Científicas dos Estudantes de Direito da UMN

fdumnO Discurso de abertura das Segundas Jornadas Cientificas e Pedagógicas do Estudante de Direito, promovidas pela Associação de Estudantes da Faculdade de Direito da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, foi proferido pelo Vive Governador Provincial Para o Sector Económico Sérgio da Cunha Velho em representação do Governador Provincial da Huíla João Marcelino Typingue. O Governante destacou a pertinência dos temas escolhidos para as Jornadas dada a conjuntura económica actual com que o país se debate. Sérgio da Cunha Velho disse ser necessário que se efectue uma reflexão profunda e bem orientada sobre os aspectos inerentes ao fortalecimento da economia local, fomento da produção nacional e estímulo ao empresariado nacional, na busca de um processo de desenvolvimento sólido e sustentado para melhor satisfazer as necessidades das nossas populações. Chamou ainda a atenção para o envolvimento de todas as franjas da sociedade, na discussão sobre os fundamentos a observar e os rumos a seguir no processo de dinamização da economia local no contexto do mundo globalizado, incluindo a comunidade académica que se apresenta como um dos pilares da manutenção produtiva da economia nos seus mais diversos sectores, especialmente no tocante a produção de conhecimentos e formação de profissionais competentes para enfrentar os desafios que se apresentam.

O Vice-governador Para o sector Económico destacou que âmbito das comemorações dos Quarenta Anos da Independência Nacional, a cidadania e a responsabilidade civil, devem ser aspectos bem patentes na mente dos angolanos e motivos de reflexão permanente para que alcancemos uma sociedade justa responsável e ciente dos seus direitos e deveres.

E o Decano da Faculdade de Direito da Universidade Mandume Ya Ndemufayo o Professor Doutor Abraão Mulangi apresentou os três eixos sobre os quais decorrem as Segundas Jornadas Científicas dos Estudantes de Direito designadamente, O Direito a Terra, A Responsabilidades Civil e Criminal e a Diversificação da Economia. Destacou que todas as jornadas científicas devem incentivar o despertar da vocação científica e incentivar novos talentos entre os estudantes, mediante a sua participação em projectos de pesquiza. O Professor Doutor Abraão Mulangi apelou para que se paute pelo rigor de modos que as temáticas a apresentar tragam inovações e não fiquem desprovidos de caris científico. O Decano da Faculdade de Direito da UMN enfatizou que com as Jornadas se estimulará o espírito de pesquiza e que as mesmas irão proporcionar momentos de divulgação, reflexão científica e ajudarão a avaliar o desempenho académico dos docentes e discentes.

Chamou ainda atenção para a importância que as instituições de ensino superior devem prestar na manutenção da indissociabilidade: Ensino – Pesquiza – Extensão, para que o estudante tenha acesso não apenas a formação técnica mas sobretudo de cidadania.

Falou também da necessidade que a Faculdade de Direito da UMN tem de encurtar a distância que a separa da comunidade onde está inserida, interagindo com a população, e apontou como metas em função de orientação emanadas superiormente, a criação de Centros de Investigação Científica, com projectos concretos, simples e pouco dispendiosos e que enquadrem também, a par dos docentes, antigos estudantes da Instituição bem como outras forças vivas ligadas no seu dia-dia ao direito e a sua aplicação.

Magnífico Reitor da UMN Constata Grau de Funcionamento das Unidades Orgânicas da Província do Namibe

1 REITOR NAMIBE 

O Magnífico Reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo visitou nesta terça-feira, 22 de setembro, as Unidades Orgânicas da UMN sedeadas na cidade do Namibe nomeadamente a Escola Superior Pedagógica do Namibe e o instituto Superior Politécnico do Namibe.

Na Escola Superior Pedagógica o Professor Doutor Orlando Manuel José Fernandes da Mata disse ter constatado com agrado todo o trabalho desenvolvido pela direcção, funcionários e docentes daquela Unidade Orgânica, tendo destacado na sua intervenção o crescimento da população académica e a necessidade imperiosa de se aumentar espaço físico, para que nos próximos anos se possa absolver o maior número possível de estudantes que procuram por uma vaga na Instituição.

O Magnífico Reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo mostrou preocupação com os índices de baixo aproveitamento e recomendou que a Direcção da Escola Superior Pedagógica do Namibe trabalhe com a finalidade de se melhorar o rendimento dos estudantes, aproveitando as qualidades dos docentes cubanos que possuem um grau académico e científico elevado, e cujo colectivo de docentes está composto na sua maioria por Mestres e algum Professores Doutores. O Professor Doutor Orlando Manuel José Fernandes da Mata fez ainda alusão ao facto da maioria dos docentes nacionais serem licenciados e trabalharem em regime de colaboração, havendo por isso a necessidade de se trabalhar no recrutamento de docentes nacionais, para a constituição de um corpo docente efectivo composto por quadros nacionais qualificados e diferenciados que permitam a manutenção da qualidade do ensino na Instituição.

Em termos de infraestruturas o Magnífico Reitor disse ter verificado com agrado as boas condições postas a disposição dos estudantes pela instituição, tendo elogiado a qualidade do equipamento disponível nas salas de aula, destacando ainda o facto dos laboratórios se encontrarem devidamente apetrechados, e a biblioteca apresentar neste momento condições para atender mais de 50% da procura dos estudantes, recomendando que se continue a trabalhar na aquisição de bibliografia, pois que estás condições irão contribuir para a formação de bons quadros na Instituição.

A Escola Superior Pedagógica do Namibe vai lançar os primeiros cento e cinquenta licenciados para servirem a sociedade, e espera que a Unidade Orgânica absorva os melhores destes estudantes para os integrar no futuro quadro do corpo docente da Universidade.

O Professor Doutor Orlando Manuel José Fernandes da Mata fez ainda referência aos projectos de investigação científica em curso na Escola Superior Pedagógica do Namibe, alguns dos quais com uma certa aplicabilidade prática, encorajando a Direcção da Escola a continuar a apostar na Investigação Científica porque é através dela que a Universidade produz conhecimentos não apenas para a própria Universidade, como também para o país e para os jovens

Referindo-se aos Recursos Laborais o Magnífico Reitor fez um apelo para a necessidade de se constituir um quadro técnico à altura de uma Unidade Orgânica de uma Universidade, falando na necessidade de se formar continuamente todo o pessoal docente e não docente.

E dirigindo-se aos estudantes recomendou-os que contribuam com o seu saber para o engrandecimento da Instituição, que adoptem sempre uma postura patriótica e velem por valores, por um comportamento cívico e que saibam estar e ser, e tenham uma actitude que os dignifique e que dignifiquem a Instituição e a sociedade em que estão inseridos.

E no Instituto Superior Politécnico do Namibe o Professor Doutor Orlando Manuel José Fernandes da Mata, considerou a visita como o ponto de partida para a elaboração de um diagnóstico sobre a Instituição, que irá permitir a apresentação no futuro de uma proposta para que o Instituto possa continuar a exercer o seu papel na província que é o de formar bons quadros.

A instituição vocacionada para a formação de quadros nas áreas de engenharia e contabilidade já lançou para o mercado de trabalho mais de mil quadros, entretanto o Magnífico Reitor recomendou que se faça um grande investimento na componente laboratorial para que se complementem as capacidades dos estudantes em termos de habilidades, sobre tudo para os formandos em engenharia.

Terminou elogiando a boa política de formação dos docentes do Instituto, cujos frutos se refletem no bom número de Mestres e outros a fazerem o doutoramento em Cuba e Portugal, recomendando a continuidade dessa filosofia de trabalho.

Contactos

  • Telefone:  261 225 041

Newsletter

Início Úteis Notícias e Eventos